tempo de leitura estimado em 8 minutos

você sabe o que é biohacking? o segredo de um high stakes

acredito que você saiba o que é um hacker… mas e um biohacker?

imagino que não… e por isso hoje eu resolvi compartilhar com você esse conceito que faz tanta diferença na minha vida e que atualmente tem tomado muitas das minhas horas de estudo… biohacking.

biohacking é simplesmente o ato de você hackear a sua própria biologia. é você ir atrás de fórmulas, técnicas, aplicativos, alimentos e suplementos que vão fazer você se tornar muito mais produtivo, inteligente e focado no dia a dia.

é você buscar em cada detalhe da sua vida formas de se tornar “super-humano”… é uma busca mais ou menos como no filme “limitless”,  em que o bradley cooper descobre uma pílula “mágica” (smart drugs, nootropics) e do dia pra noite se torna extremamente inteligente e super criativo.

eu me considero um grande beta tester, daqueles que estão atrás de inovações e dispostos a testar tudo antes de ver resultados comprovados, em todas as áreas que você pode imaginar… um maluco por alta performance :)

confesso que nem sempre são aventuras baratas, mas eu tô sempre disposto a investir o que for preciso (tempo e dinheiro) pra provar o que tem de melhor no mundo, testar em mim mesmo e compartilhar com meus alunos e seguidores.

vou te contar também como aumentei minha energia de forma incrível fazendo jejum 1x por semana e três refeições por dia, uma delas sendo um blend de café, manteiga (preferência ghee) e brain octane oil (pode ser óleo de coco também, mas ele não é tão potente para claridade mental).

biohacking pessoal


coffee1há algum tempo eu venho estudando biohackers lá de fora, principalmente o tim ferris e o dave asprey. O dave me chamou bastante atenção com esse novo conceito de café que ele criou, o bulletproof coffee.

provei, gostei e achei incrível… não deu outra, resolvi começar a testar todas as coisas dele.

gravei um vídeo no meu canal do youtube com o passo a passo da preparação do café.

 

bônus exclusivo: baixe o pdf com o passo a passo para você preparar o café high stakes e aumentar sua energia de forma surreal pela manhã.

eu sempre busquei formas de melhorar minha saúde… fui nos melhores médicos esportivos do brasil e gastei muito dinheiro com suplementos e todo tipo de alimento possível pra cumprir o consenso moderno (e não necessariamente verdadeiro) de alimentação saudável.

e já há um tempo eu comecei a questionar esses e outros consensos que envolvem a área da saúde e da alta performance.

resolvi começar a cavar mais fundo (como um bom biohacker deve fazer), tentar entender o que realmente acontece com minha energia e, fui atrás de estudos que revelam como nosso corpo funciona e do que ele realmente precisa pra performar no seu melhor.

o que tá acontecendo dentro de mim? por que eu tenho que ficar 1 hora treinando na academia? por que eu tenho que comer 150g de batata doce no almoço, antes do treino, depois do treino e no jantar?

descobri que todas as dietas vão funcionar no curto prazo, mas que também a maioria esmagadora delas ninguém consegue manter.

venho descobrindo que muitos dos consensos que a sociedade impõe como “verdades absolutas” são baseados em estudos que não foram comprovados e muitas vezes nem terminados.

e eu tô todo dia atrás do que vai me tornar mais eficiente, produtivo e saudável. São essas questões que norteiam meus dias. e por isso, meu maior foco é em sempre produzir mais fazendo o mínimo de esforço, físico e mental. Assim eu uso minha energia da melhor forma ao longo do dia.

hoje minha dieta consiste em muita gordura, menos proteínas e bem pouco carboidrato. faço jejum pelo menos 1 vez por semana, de 24-36 horas, e apenas 3 refeições por dia, no máximo. e os resultados disso são exatamente os que eu busco… tô me sentindo mais energizado, saudável e focado do que nunca.

meu humor melhorou, minha pele melhorou, meu sono melhorou, e eu não tenho mais aquele crash no meio do dia. e por mais estranho que possa parecer, normalmente vou dormir porque estou ansioso pra dar meu máximo no dia seguinte, porque aquela sensação de ter acabado a energia, de estar esgotado, eu não tenho mais.

eu parei com aquele controle absurdo de alimentação, quebrei o condicionamento de me alimentar de 3 em 3 horas, não conto mais calorias e nem peso mais minha comida… hoje meu foco é no prazer e na riqueza dos alimentos.

e quero deixar bem claro que no momento esse é meu maior objetivo, deixar meu corpo e minha mente 100% energizados e não seguir uma rotina de alimentação e treinos que foque no ganho de massa muscular.

mas como eu disse no começo, eu sou um beta tester, e agora eu tô testando como potencializar minha energia e minha claridade mental. nada impede que daqui uns meses eu mude o foco e apareça todo musculoso. Tudo depende dos resultados!

eatstopeat2012para quem quiser se aprofundar nesse assunto, principalmente pra entender o conceito por trás do jejum, o livro Eat, Stop, Eat é muito interessante e vai a fundo na explicação desse tema.

Mostra todos os benefícios do jejum e o enorme poder de manipulação das indústrias alimentícias e de suplementos que nos incentivam a comer seis ou sete vezes por dia.

“Assim que terminei a minha pesquisa, eu cheguei a conclusão de que o jejum intermitente (nunca contínuo) de curto prazo (um a três dias) não só era um jeito muito efetivo de cortar calorias e perder gordura, mas também estava associado a muitos benefícios para a saúde.” ~ Brad Pilon – Eat Stop Eat

 

“Ah Goffi, mas ser extremo demais não é ruim?”

Extremo demais? Você conseguir constantemente melhorar as coisas que você vem fazendo e que te trazem mais felicidade e satisfação é ruim?

Se a sua resposta for sim, então temos conceitos diferentes do que é extremo. O meu foco sempre vai ser o número 1, mas um número 1 feliz e completamente realizado e que, acima de tudo, busca inspirar pessoas a atingirem isso também.

Talvez isso soe muito distante pra você, mas um detalhe que você muda no seu dia pode ser a mudança que você precisava pra atingir um outro nível de performance.

Eu te desafio a se questionar sobre todas as ações que você vai tomar a partir de agora. Realmente se perguntar “Isso vai aumentar minha performance?” ou simplesmente “Isso é bom pra mim?”.

Um biohacker vive por isso. Eu vivo me questionando hoje em dia sobre todas as coisas que estão ao meu redor.

Isso realmente deveria estar assim? Eu deveria estar sentindo essa sonolência que to sentindo agora? E a partir disso, começo um processo de engenharia reversa para tentar entender como isso foi gerado…

Será que foi o carboidrato que comi no almoço? E assim vai… até chegar no ponto em que você hackeia completamente seu modo de operar.

Comece a pensar por si mesmo e reflita se o que tem feito tem dado resultado

Comece a Pensar Por Si Mesmo

 

Se você é uma pessoa que lê essas palavras e já fica com sentimento de “hater” e quer ser do contra, eu te convido a pensar —  como você está no momento?

Será que você está escutando as pessoas certas? Será que não está tirando conclusões rápidas demais sem ao menos testar? Será que aquele cansaço no fim do dia realmente é porque você trabalhou o dia inteiro ou isso se tornou sua desculpa pra não ver que você não tem se cuidado como deveria?

Eu tô 100% focado na busca das verdades e coisas que realmente funcionam nos dias atuais. Não sou médico e nem um mega especialista no assunto, apenas um apaixonado por conhecimento e por compartilhar o que encontro de melhor no mundo, baseado em estudos, mentores e testes.

Uma das minhas missões é compartilhar, através das minhas mídias sociais e projetos privados como o moving up (Um curso para qualquer pessoa que deseja ter o estilo de vida High Stakes), tudo que eu venho aprendendo e descobrindo de mais inovador dentro da Alta Performance, Biohacking e Neurociência.

E cada dia que passa eu atinjo mais pessoas com meus posts e me sinto mais na obrigação de dividir meus testes e descobertas.

Eu quero poder mostrar pra uma nova geração que existe muito mais do que deixam chegar até nós… e que podemos muito mais, como mostro nesse artigo.

E eu não tô supondo nada disso, eu vivo e pratico isso diariamente. Isso não é motivação e nem autoajuda. Isso é alta performance, diária e extrema.

BeingNormalisBoring

Sim, eu gosto do radicalismo, mas quando ele é realizador e eficaz.

E o mundo precisa de pessoas mais extremas. O médio é chato, o morno é chato. Como diz a capinha de celular da Marina (minha mulher), “Being normal is boring”.

E eu digo isso porque eu fui obrigado a ser radical na minha vida. Eu lidei e lido com oscilações financeiras que podem chegar a 100 mil dólares por dia. O poker me obrigou a ser radical com as coisas, com os detalhes… porque cada detalhe poderia me custar muito dinheiro.

Isso é só o começo


Eu quero inspirar você que tá me lendo agora a realmente ser diferente. A fazer diferente. Não é porque todo mundo a sua volta só fala de futebol e novela que você precisa fazer isso. E se você está comigo até o fim do post, imagino que se interessou pelo assunto… que tem um biohacker aí dentro.

Então, deixa um comentário aqui abaixo e compartilha comigo seus pensamentos sobre esse tópico e no que você pretende ir mais a fundo a partir de agora… dependendo eu posso pegar carona no seu tópico e fazer um post dedicado a isso :)

 

* post escrito em 28 de abril de 2015 (update em 29/03/17)

** biohacking é um assunto que possui um módulo específico dentro do moving up, meu curso de alta performance, mindset e desenvolvimento pessoal/profissional.

se você quer se aprofundar nesse e em outros assuntos que envolvem o mundo high stakes, faça parte da 8ª turma do curso que acontece agora no início de setembro. (veja aqui mais informações e deixe seu email na lista de espera para receber notícias exclusivas do moving up).

share this.

conhece alguém que pode curtir esse conteúdo? compartilhe esse post (vão te agradecer depois)

eBook gratuito com o passo a passo para você viver em alta performance: